Search
  • delio21

FEVEREIRO ROXO CHAMA A ATENÇÃO PARA O DIAGNÓSTICO PRECOCE DO ALZHEIMER

Fevereiro é o mês escolhido para falar sobre o Alzheimer, doença progressiva de difícil controle que compromete a qualidade de vida e o bem-estar dos pacientes. A campanha “Fevereiro Roxo” tem o intuito de conscientizar a sociedade e esclarecer dúvidas sobre a doença, que geralmente se manifesta a partir dos 60 anos e provoca perda da capacidade cognitiva, da memória e demência.


Entre os sintomas que o Alzheimer pode apresentar, estão problemas na fala, confusão com horários e dias da semana, desorientação em relação a lugares que são conhecidos e esquecimento de fatos recentes. O objetivo da campanha é justamente conscientizar a população para que a doença seja identificada ainda na fase inicial, para que seus sintomas sejam controlados, oferecendo maior qualidade de vida aos pacientes.


Só no Brasil, 1,2 milhão de pessoas são portadoras do Alzheimer e esse número tende a aumentar. A estimativa é de que o número de pessoas com a doença no mundo seja de 115,4 milhões até 2050, sendo dois terços deles em países em desenvolvimento, como o Brasil.


O movimento Fevereiro Roxo também chama atenção para o lúpus e a fibromialgia, duas doenças que, apesar de serem distintas do Alzheimer, têm em comum o fato de não possuírem cura. O lúpus é uma enfermidade inflamatória autoimune, em que o próprio sistema imunológico da pessoa ataca tecidos saudáveis do corpo por engano. Já a fibromialgia é uma doença reumatológica que afeta em sua maioria mulheres adultas.


DIA MUNDIAL DO CÂNCER

Amanhã (4 de fevereiro), é celebrado o Dia Mundial do Câncer, data que marca a luta das pessoas contra a doença. É também uma oportunidade para disseminar informações sobre prevenção e controle do câncer, termo dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem tecidos e órgãos.


O câncer pode ser fatal, mas, na maioria das vezes, existem tratamento e cura. Por isso, o diagnóstico precoce é tão importante: a prevenção ainda é a melhor forma de tratar e, para reduzir os riscos, algumas ações, como adotar um estilo de vida saudável, manter os exames de rotina em dia, vacinar-se contra HPV e Hepatite B, são essenciais. O acompanhamento médico e a realização de exames periódicos, como a mamografia e o PSA, também são essenciais.



22 views0 comments