Search
  • delio21

LEI DOS GENÉRICOS É DIVISOR DE ÁGUAS PARA A SAÚDE NO BRASIL

Você provavelmente já ouviu a frase "pode ser genérico?" ao ser atendido em uma farmácia. Esses medicamentos começaram a ser produzidos no Brasil há menos de 30 anos, a partir de 1999, com a implementação da Lei Federal 9787/99. O primeiro medicamento genérico brasileiro foi produzido em 2000, dando origem a uma importante etapa do desenvolvimento da atenção à saúde brasileira.


Apesar do termo já fazer parte da rotina da população, muitas pessoas não sabem realmente o que são esses medicamentos. Segundo a Anvisa, os genéricos utilizam o mesmo fármaco (princípio ativo), forma farmacêutica e dose que o medicamento original, de referência. Isso significa que um medicamento só é registrado como genérico se passar por todos os testes. Ele tem que ser idêntico ao de referência e vai funcionar da mesma forma. A substituição não traz prejuízos.


A inclusão dos genéricos no dia a dia das pessoas garantiu maior acesso a tratamentos que antes eram mais dispendiosos e complicados de realizar. A Hipolabor é uma das maiores referências do setor de genéricos no Brasil. No ano de 2020, por exemplo, as vendas de medicamentos genéricos cresceram 13% no nosso país, somando 1,237 bilhão de caixas comercializadas, e a nossa empresa contribuiu com o aumento significativo da produção.



15 views0 comments