Search
  • delio21

MEDICAMENTOS SÓLIDOS E INJETÁVEIS: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER

Você já se perguntou por que os medicamentos têm várias formas de apresentação? O formato é definido de acordo com as interações que terão com o organismo.


Cada um desses medicamentos possui componentes em sua composição, além do princípio ativo, com o objetivo de atingir o sucesso terapêutico de acordo com a via de administração mais adequada.


Neste texto, você vai conhecer um pouco mais sobre os medicamentos sólidos e injetáveis.


Medicamentos sólidos

Basicamente, os medicamentos sólidos são aqueles administrados por via oral, como cápsulas, comprimidos, entre outros. São exemplos os analgésicos, antitérmicos e anti-inflamatórios.


Os comprimidos apresentam alta precisão na dosagem e conteúdo, permitindo uma variedade de espessuras e formas. Outra característica é que são invioláveis, ou seja, não possibilitam a adulteração do conteúdo.


Já as drágeas são revestidas com uma camada à base de açúcar, com aspecto liso e brilhante. São fáceis de engolir e possuem sabor adocicado. As cápsulas são revestidas com um material gelatinoso para proteger o conteúdo interno e facilitar a ingestão.


Existem ainda as pomadas, que têm efeito local. Seja na forma de spray ou cremes, são utilizadas principalmente para tratar doenças dermatológicas, queimaduras ou contusões musculares.


Medicamentos injetáveis Os medicamentos injetáveis possuem esse nome devido à sua forma de aplicação. A injeção costuma ser feita na veia, na pele ou no músculo, podendo ser aplicada em outras partes do corpo, dependendo do caso.


Um de seus principais benefícios é que a absorção pelo organismo é muito maior que por outras vias. Dependendo da composição, podem, ainda, possuir uma ação mais rápida, duradoura ou mais localizada do que os orais.


Por serem injetados, esses medicamentos necessitam de maior cuidado. É necessário, por exemplo, que as seringas estejam esterilizadas, e que a mistura a ser injetada seja isotônica, com o pH próximo do neutro.




Quais medicamentos devo tomar: sólidos ou injetáveis? O primeiro ponto a ser ressaltado é que não existe o melhor medicamento, mas, sim, o mais apropriado para cada perfil e necessidade do paciente. O ideal é consultar um médico ou farmacêutico para indicar a melhor opção para seu caso.



35 views0 comments